Aumento de Muçulmanos Convertidos na França Após Ataques à Charlie Hebdo

26/02/2015
"Isso me faz querer ir para o Islam e mostrar a todos que o que tem acontecido não tem nada a ver com o Islamismo", um jovem muçulmano convertido foi citado pela Radio RTL há uma semana.
 
De acordo com a estação de rádio, a Grande Mesquita de Paris emitiu 40 certificados de reversão ao Islam. No mesmo período do ano passado, a mesquita deu apenas 22 certificados, o que mostra um aumento de quase 50% da taxa de conversão este ano. 
 
O percentual de convertidos ao Islam em Estrasburgo e Aubervilliers também foi alto, com aumento de cerca de 30%.
 
Lyon também seguiu a mesma tendência, com um aumento de 20%.
 
Os imams disseram que, a princípio, foram surpreendidos pelo aumento do número de novos convertidos. Em seguida, se surpreenderam também pela diversidade desses convertidos, incluindo um médico, um diretor de escola e um policial. Todos atravessaram a porta da Grande Mesquita, e aceitaram o Islam.
 
Poucos dias após o ataque a Charlie Hebdo, uma cineasta francesa, Isabelle Matic, anunciou publicamente sua decisão de se reverter ao Islam.
 
Além de condenar os agressores do episódio como anti-islâmicos, os muçulmanos franceses também chamaram a atenção para criminalização de insultos às religiões praticados pela Charlie Hebdo e destacaram o crescente ódio em torno da decisão da revista em publicar novas caricaturas do Profeta Muhammad ?.


Voltar



UNI União Nacional Islâmica
Telefones
(5511) 3227-9660
(5511) 3227-8663
uni@uniaoislamica.com.br

Imprensa
Núcleo de Jornalismo da UNI:
e-mail: imprensa@uniaoislamica.com.br

© Copyright 2012.
Todos os direitos reservados.