Família francesa muçulmana acusada de "radicalismo" tem seus filhos de volta

26/02/2015
Meher e Aicha Msakni, de Bourgoin Jalileu, próxima a Lyon, tiveram permissão de voltar para casa com seus cinco filhos depois que uma corte suspendeu a ordem de confisco na segunda-feira. No entanto, outras restrições à família permanecem, como a liberdade de viajar.
 
As crianças dos Msakni, com idades de 6, 5, 4, 18 meses e 3 meses, foram levadas há algumas semanas em circunstâncias que ainda não estão claras.
 
A família diz que o pai foi acusado de se preparar para levar a família à Síria, enquanto, na verdade, os levaria à Tunísia (seu país de origem) porque ele achava a França um país islamofóbico.
 
Por outro lado, as autoridades dizem que o pai era suspeito de radicalismo, colocando em perigo o bem estar moral e físico das crianças.
 
A Coordenação Contra Racismo e Islamofobia (CRI), que liderou uma campanha viral em favor da família, recebeu a boa notícia num relatório de imprensa.
 
"Nós agradecemos cada pessoa que esteve comovida por este drama excepcional e tem expressado solidariedade e compaixão para com esta pobre família e com a ação que esta organização tem efetuado".
 
"Nós esperamos que as autoridades retirem as restrições que impuseram a esta família sem qualquer embasamento sério. A liberdade de locomoção e viajar é um direito fundamental e não há razão para que esta família e seus membros tenham tido esse direito retirado".
 
A organização adicionou: "Nós convidamos todos aqueles que se prontificaram a ajudar a família que se mobilizem, porque é essencial neste momento condenar a falta de responsabilidade dos oficiais que cometeram tais erros administrativos e judiciais. Nós pedimos à corte que puna os transgressores e compense por esta injustiça as crianças, em especial, o que é irremediável".
 
Os ataques à revista Charlie Hebdo em janeiro mataram 17 pessoas. Desde então, muitos observadores tem sentido que a França está num estado de histeria, com muçulmanos sendo alvo de ataques diariamente.
 


Voltar



UNI União Nacional Islâmica
Telefones
(5511) 3227-9660
(5511) 3227-8663
uni@uniaoislamica.com.br

Imprensa
Núcleo de Jornalismo da UNI:
e-mail: imprensa@uniaoislamica.com.br

© Copyright 2012.
Todos os direitos reservados.